Internet das coisas X Automação industrial

Tempo de leitura: 1 minuto

A internet das coisas (IoT) é um conceito que considera tudo que possa ser medido ou monitorado a distância.  Por décadas, se precisássemos de informações era necessário estar no local para saber o que estava acontecendo. Já no fim do século 20 era possível acompanhar o status ou as medidas e monitorar a distância, porém eram soluções específicas e caras. O primeiro passo para convergir informação foi o uso da internet em larga escala. Esta rede se tornou um padrão mundial de fato e permitiu acesso por um custo acessível.

Com um meio para trafegar informação facilmente criou-se um ambiente favorável para desenvolver a internet das coisas. A diminuição de custos com o avanço da eletrônica embarcada permitiu viabilizar diversas soluções de monitoramento, de eletrodomésticos a veículos, de controle de iluminação e climatização ao controle de acesso. As aplicações são ilimitadas, porém para boa parte delas o ciclo só se fecha quando a informação chegar dentro da fábrica também. O que está acontecendo na ponta de consumo deve chegar rapidamente ao processo industrial permitindo ajustes na produção conforme a demanda.

Podemos pensar que chegaremos ao ponto que o próprio produto que está sendo produzido sofre mudanças conforme o perfil ou gosto do consumidor. Para que isto aconteça as arquiteturas de automação industrial devem permitir acesso a informação externa, flexibilidade de mudanças e capacidade de interação com processos externos além da segurança cibernética. Os conceitos para soluções industriais usados nas últimas décadas precisam ser renovados para permitir a interação com o consumidor de maneira mais direta possível.

A sua indústria já está fazendo essa mudança?

1 comentário


  1. Puxa vida, muito obrigado por compartilhar tanto conteúdo de valor. Vou continuar seguindo o blog / site e compartilhando

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *