Caso de Sucesso em automação: Aço Peças Demore

Tempo de leitura: 2 minutos

A Aço Peças Demore é uma empresa com mais de 44 anos de experiência na indústria metalmecânica, produzindo componentes de alta qualidade e precisão. Para suprir a demanda, conta com 130 funcionários em dois turnos, atendendo os segmentos automotivo, aeronáutico, agrícola, bélico, energético, implementos, marítimo, petrolífero e rodoviário.

O maquinário inclui, além dos centros de usinagens, tornos mecânicos, CNC, revólver e automáticos, serras automáticas, máquinas de solda, fresadoras, furadeiras, corte eletro-à-fio e jato d’água. Depois do trabalho do maquinário, os componentes passam por criteriosos laboratórios de inspeção, que atestam a qualidade das peças fabricadas.

A empresa chegou até a Eletronor já conhecendo os robôs colaborativos. Afinal, não é de hoje que a tecnologia auxilia na produção da Aço Peças Demore. Hoje, a fábrica conta com 14 robôs, entre colaborativos e convencionais, que fazem a solda, usinagem e posicionamento dos componentes nas máquinas de usinagem.

 

Os robôs

A empresa  começou ainda com robôs não colaborativos – e o início foi de apreensão entre os funcionários. Mas, com o tempo, eles entenderam que as máquinas vieram para auxiliar no processo. O trabalho passou de braçal para gerencial.

Mas restavam alguns problemas: apesar de melhorar a produtividade, a programação e integração do robô convencional com o ambiente de trabalho demorava de um certo tempo. E o pior: a programação da máquina fica restrita ao integrador. Ou seja, quando uma peça deixava de ser fabricada, o robô ficava inutilizado até ser reprogramado por alguém de fora da Demore.

 

A Solução Universal Robots

Os robôs colaborativos da Universal Robots resolveram todas estas questões e mais uma: a do espaço, uma vez que são seguros para trabalhar de forma integrada com os funcionários.

A programação intuitiva e personalizável transformou o tempo de espera para integração para meio turno de trabalho. Uma diferença gritante, permitida pela interface amigável dos cobots UR.

A Aço Peças Demore já possui três deles, que colocam e retiram as peças das máquinas de usinagem. O trabalho humano fica restrito a administração e reposição das peças para alimentar o trabalho do robô colaborativo, além da regulagem das máquinas de usinagem de tempos em tempos.

Mesmo em peças de comprimentos diferentes, a programação da UR permite que o robô se adapte e continue normalmente com a produção, diferente de robôs convencionais, que exigem uma programação específica para cada peça.

 

O produto

A Aço Peças Demore escolheu o UR10, maior robô colaborativo da família Universal Robots. A máquina aguenta a 10kg, e está integrada com garras da Schunk, empresa parceira da Eletronor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *