Produção industrial: o que Brasil precisa para evoluir?

Produção industrial: o que Brasil precisa para evoluir?

1 minuto Um recente estudo feito pela Fecomercio de São Paulo mostra que o brasileiro produz, em média, apenas 25% do que um trabalhador norte-americano. Ou seja, levamos 1 hora para produzir o que eles fazem em 15 minutos. A produção industrial é drasticamente afetada pela baixa escolaridade, burocracia e falta de investimento em tecnologia. E não é por sermos preguiçosos não. O empregado brasileiro trabalha 340 horas a menos que um norueguês, líder do ranking de produtividade. Para se ter uma ideia, o Continue lendo

EPI vem freando os acidentes de trabalho – mas ainda precisam de atenção

EPI vem freando os acidentes de trabalho – mas ainda precisam de atenção

3 minutos O Brasil é o 4º país onde mais ocorrem acidentes de trabalho no mundo, segundo a Organização Mundial do Trabalho (OIT). São mais de 4 milhões e meio de acidentes desde 2012, de acordo com as estimativas do Ministério Público do Trabalho (MPT). No total, são mais de 365 mil dias de trabalho perdidos – ou um milênio inteiro. E o uso de EPI pode mudar isso. Há um indicador bom: o Brasil já foi líder no quesito acidente de trabalho. E Continue lendo

A engenharia de vendas e como ela impacta o cliente

A engenharia de vendas e como ela impacta o cliente

2 minutos As universidades costumam nos preparar para sermos parte de empresas onde Engenheiros e Tecnólogos implementem melhorias de processo ou apliquem seus conhecimentos para desenvolver novos produtos. Enquanto fui aluno da universidade só ouvia falar em grandes empresas, como Renault, Volvo, Petrobras… Enfim, este era o sonho plantado (e que sonho!) pelos nossos docentes e acredito que pouco mudou pois entrevisto candidatos até hoje que também desconhecem o exato sentido desta função. Escrevo aqui sobre um outro lado que jamais tinha ouvido falar e que sigo fazendo nos últimos 14 anos = Engenharia de Continue lendo

Indústria 4.0 e suas tecnologias vieram para ficar

Indústria 4.0 e suas tecnologias vieram para ficar

3 minutos A CompTIA, empresa de pesquisas na área digital, divulgou um relatório otimista para o ramo tecnológico: os gastos em tecnologia da informação devem crescer em 3,9% em relação ao ano passado. Entretanto, o incremento não deve trazer maquinários muito diferentes do que já temos hoje, uma vez que ainda não extraímos o potencial total das tecnologias disponíveis. E isto afeta diretamente a indústria 4.0. Isso porque a indústria é um ramo bastante tradicional – e não muito afeito a surfar em tendências Continue lendo

Automação em alta

Automação em alta

2 minutos A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, divulgou a pesquisa anual sobre o mercado de automação: o resultado foi uma alta de 8,1% no total de 2017 para 2018. A indústria, com resultados acima do comércio e de serviços, lidera a implementação de soluções autônomas no Brasil, com alta de 8,3%. A região sul é onde a automação mais cresceu em 2018, com incremento de 13% em todos os setores. O principal investimento foi em atendimento e relacionamento com o cliente. O estudo Continue lendo

Legislação e segurança em robôs colaborativos

Legislação e segurança em robôs colaborativos

3 minutos Nos últimos textos, aprendemos sobre as vantagens dos robôs colaborativos e a família de cobots da Universal Robots. A seguir, temos um breve resumo da legislação vigente a respeito de robótica industrial colaborativa, bem como das funções de segurança em robôs colaborativos da Universal Robots. Funções de Segurança Os robôs colaborativos possuem 15 funções de segurança ajustáveis, limitando: Força, velocidade,   potência,   inércia/momento,    posição,   orientação    da   ferramenta (equivalente à Categoria 3); Monitoramento do TCP e entre juntas; Conectores para equipamentos de segurança externos; Continue lendo

Apresentando a família de Robôs Universal Robots

Apresentando a família de Robôs Universal Robots

3 minutos Anteriormente, falamos sobre a indústria conectada e as vantagens dos robôs colaborativos.  Agora que você já sabe da importância dos cobots, apresentamos a família de robôs da Universal Robots (UR), distribuída pela Eletronor. A combinação de flexibilidade, inteligência, persistência e precisão faz parte dos robôs UR. A família de cobots UR possui três membros: UR3, UR5 e UR10. Eles são definidos de acordo com sua capacidade de carga útil, em quilogramas, e raio de operação, em milímetros. UR3 Lançado em 2015, o Continue lendo

Indústria Conectada: Robôs Colaborativos Universal Robots

Indústria Conectada: Robôs Colaborativos Universal Robots

5 minutos Os “Cobots”, como são chamados os robôs colaborativos, são uma nova geração de robôs industriais. Diferentemente dos robôs convencionais, podem trabalhar ao lado dos humanos de forma colaborativa e segura. Portanto, não há necessidade de isolamento e/ou utilização de dispositivos de segurança, tais como botões de emergência, barreiras de luz e scanners de área, por exemplo. Sua instalação nas fábricas se dá de uma forma muito mais simples e rápida em comparação com robôs convencionais. É a solução ideal para pequenos layouts Continue lendo

Os cuidados na escolha dos cabos de transmissão

Os cuidados na escolha dos cabos de transmissão

1 minuto Os condutores e cabos utilizados nas instalações elétricas abrangem uma gama de aplicações. Os cabos para transmissão de energia vão desde a aplicação residencial até aplicações mais complexas, como os de instrumentação, transmissão de dados, alta tensão, tornando imprescindível a escolha correta do condutor de acordo com a necessidade. A eficiência de um projeto está diretamente ligada à correta especificação e escolha de seus materiais. Por isso que é tão importante que se tenha uma boa base técnica para dimensionar e definir Continue lendo

Gerenciamento de energias na era da Indústria Conectada

Gerenciamento de energias na era da Indústria Conectada

8 minutos Muito tem se falado sobre a chegada da internet das coisas na indústria. A quantidade de informações sobre indústria conectada, Ethernet/IP, Big Data e outros termos do meio chega a ser impressionante. Mas, pouco ainda é discutido sobre inteligência energética dentro dessa nova revolução. Hoje em dia, o consumo energético representa grande parte do valor final de fabricação de um produto e, em tempos em que a concorrência é acirrada e o consumidor final está reduzindo custos, a automação tem um papel Continue lendo